Autônomo X Empresa

Atualizado: 28 de Out de 2019




Uma pergunta constante dos profissionais liberais é: Vale a pena eu abrir uma empresa?


Naturalmente a decisão afeta uma série de questões, nesse artigo vamos mostrar alguns comparativos para você escolher a melhor opção para que você dentista, médico, engenheiro, arquiteto, advogado faça a melhor opção para o seu tipo de trabalho.


AUTÔNOMO


Definir o que é trabalho autônomo é bem simples, pois se trata de prestadores de serviço que não têm nenhum tipo de vínculo com uma empresa e que assumem os próprios riscos do seu ofício.


O profissional autônomo deve estar inscrito na Prefeitura da sua cidade, deve recolher ISS de acordo com as regras municipais, e deve ainda contribuir para INSS e IRPF de acordo com as regras federais.


Além disto, é preciso se inscrever no conselho de classe da profissão liberal à ser exercida.


Para o profissional autônomo é necessário à escrituração do livro-caixa, onde são lançadas mês a mês todas as receitas e despesas além de ter que informar o CPF do responsável pelo pagamento e o CPF do beneficiário do serviço.


Existem várias despesas dedutíveis no livro-caixa que podem reduzir o lucro tributável, como aluguel, folha de pagamento de funcionários, contas de energia, água, telefone, pagamentos ao INSS, material de escritório, insumos, prestadores de serviços entre outras.


Ele será tributado segundo a tabela progressiva do Imposto de Renda.


O livro-caixa escriturado é o documento oficial que o profissional deverá apresentar para a Receita Federal caso caia em alguma malha fina.


EMPRESA


Empresa é toda a pessoa jurídica que possui um contrato social de constituição, inscrição no CNPJ(Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), inscrição na prefeitura de seu município, e recolhe tributos federais e municipais conforme a legislação.


Também no caso de exercício de profissão liberal, a empresa precisa de aprovação do conselho de classe.


TIPOS DE EMPRESAS


No momento de abrir uma empresa de atividade profissional específica e criar uma pessoa jurídica, os profissionais têm algumas opções de modelos:


Empresário individual - O empresário individual é o modelo que o profissional é sozinho e responde solidariamente pelas obrigações da empresa.


Sociedade simples - É quando existe a figura de mais de uma pessoa em que a responsabilidade é proporcional às quotas de capital social.

Sociedade Uniprofissional - São aquelas cujos sócios são habilitados ao exercício da mesma atividade e prestam serviços de forma pessoal, em nome da sociedade.


As sociedades uniprofissionais em alguns municípios podem usufruir do benefício do ISS (imposto sobre serviços) um valor fixo recolhido a cada três meses.


Ao ponto que a sociedade empresária constituída por profissionais de atividades distintas o valor do ISS é cobrado por cada nota fiscal emitida com uma variação de 2% a 5%.


MODELOS DE TRIBUTAÇÃO


Uma vez constituída a empresa com contrato social e os devidos registros em junta comercial ou cartório, o empresário, com auxilio de um assessor contábil, deverá selecionar a forma de tributação. Dentre elas temos o Lucro Presumido e o Simples Nacional.


O Lucro Presumido é vantajoso para empresas que possuam poucos custos operacionais e baixas despesas com funcionários.


O Simples Nacional é um regime tributário criado com o objetivo de simplificar o pagamento dos tributos. Nela estão incluídos impostos federais como o IRPJ (Imposto e Renda de Pessoa Jurídica), a CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido), o PIS (Programas de Integração Social), a COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) e a CPP (Contribuição Previdenciária Patronal).


A decisão entre um regime ou outro é feita através de simulações baseadas em critérios contábeis.


Vamos comparar?


Imagine que em determinado mês, seus rendimentos tenham sido de R$ 5.000,00. Quanto você pagaria de imposto como autônomo e como empresa?


Imagine que em determinado mês, seus rendimentos tenham sido de R$ 15.000,00. Quanto você pagaria de imposto como autônomo e como empresa?


Imagine que em determinado mês, seus rendimentos tenham sido de R$ 30.000,00. Quanto você pagaria de imposto como autônomo e como empresa?


Nos exemplos acima não efetuamos nenhuma dedução do livro caixa.


Ficou em dúvida qual a melhor opção para você? Entre em contato com a CATANA Assessoria Empresarial que nós te orientamos qual a melhor opção para o seu negócio.

Rua: Barra do Tibagi, 576

CEP: 01128-000

Tel: 3383-4350

WhatsApp: 99354-7935

contato@catana.com.br

Nosso horário:

Seg à Qui: 8:00 - 18:00

Sex: 8:00 - 17:00