O que é Imposto de Renda



Imposto de renda é um tributo federal calculado sobre o que você ganha e também acompanha a sua evolução patrimonial. Para fazer esse controle, o Governo solicita aos trabalhadores e empresas que informem a Receita Federal quais são seus ganhos.



Nesse post vamos falar sobre as particularidades da Declaração de Ajuste Anual de IRPF (Impostos de Renda de Pessoa Física).


Essa declaração existe para detectar se o cidadão está pagando mais ou menos impostos do que deveria. A declaração é feita sempre do início de março até o fim de abril. E você precisa apresentar todos os seus ganhos e despesas no último ano.



Para essa avaliação o contribuinte deve fazer a declaração pela internet, por meio do programa Receitanet (disponível para computador) ou através do app IRPF, disponível para smartphones (Android e iOS).



Nessa declaração você deve demonstrar tudo que arrecadou no ano anterior como: salários, heranças, valores ganhos com ações judiciais, recebimento do FGTS, entre outros. É necessário informar os bens que você possui, como imóveis, carros, obras de arte e joias com valor superior a R$ 5.000,00.



Precisam declarar também ganhos com a venda de imóveis e bens, aluguéis e despesas com reformas, construções, planos de saúde, assistência médica, escola dos filhos e doméstica.



Caso seja compreendido que você pagou menos impostos do que deveria é informado o valor da diferença para que seja pago via boleto ou débito automático. Mas se for identificado que você pagou mais impostos do que deveria você receberá sua restituição de Imposto de Renda que será creditada em sua conta bancária.



Neste momento você pode estar se perguntando: “Todo brasileiro ou residente no Brasil precisa pagar o IR?”.



Não. Segue algumas das obrigatoriedades:


  • Receber rendimentos tributáveis (como salários e aluguéis), cuja soma anual foi superior a R$ 28.559,70.

  • Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (por exemplo: indenizações trabalhistas, caderneta de poupança ou doações) em valor superior a R$ 40.000,00.

  • Realizaram operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas (investimentos);

  • Obtiveram, em qualquer mês, ganhos na venda de bens ou direitos sujeitos à incidência de Imposto de Renda, como imóveis vendidos com lucro;

  • Tinha, em 31 de dezembro de 2018, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil.


(Para lista completa de obrigações veja nosso texto: Devo ou não declarar o Imposto de Renda)



Certo, mas e se eu me enquadrar nessas regras e não fizer a declaração?



Então você pode se preparar para ter um ano muito conturbado, pois seu CPF será restringido, você não terá como tirar passaporte, fazer empréstimos ou mesmo realizar movimentações bancárias. Acho que você não deseja isso nem para seu pior inimigo não é?

(Logo iremos publicar o artigo: Consequências por não declarar o Imposto de Renda.)



Agora você já entende melhor o que é o Imposto de Renda? Ainda tem dúvidas se o seu está correto?


Não perca tempo, ligue para a Catana e deixe que nós cuidamos disso para você!



Somos uma assessoria contábil, fazemos todo seu imposto de renda de forma rápida, fácil e sem burocracia, assim você pode passar o resto de seu ano sem se preocupar com a malha fina!

Rua: Barra do Tibagi, 576

CEP: 01128-000

Tel: 3383-4350

WhatsApp: 99354-7935

contato@catana.com.br

Nosso horário:

Seg à Qui: 8:00 - 18:00

Sex: 8:00 - 17:00